Últimas Notícias :

C E M A - Centro Educacional Maria Auxiliadora - Av Dom Aquino, 449 CEP: 78015200 - Dom Aquino - Cuiabá-MT Fone:(65) 3624-3634 / cema@cemamt.com.br

Aniversariantes do mês

  • 01/10
  • 04/10
  • 09/10
  • 11/10
  • 16/10
  • 19/10
  • 21/10
  • 23/10
  • 29/10
  • 30/10

Noite do Pijama

Noite do Pijama

Missa

Missa

Calendário

Mural de Recado

CONCURSO DESCONTO PARCIAL

Já estão abertas as inscrições para o concurso de desconto parcial do Colégio CEMA Clique nas pastas do edital ou formulário ele fara um download automaticamente.
Preencha o seu formulário e entregue na secretária do CEMA
FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PARA DESCONTO PARCIAL DE ESTUDO

20%, 30% e 40% ANO LETIVO 2015 


16 OUTUBRO - Dia da Ciência e Tecnologia

No dia 16 de outubro comemora-se o dia da Ciência e Tecnologia, a fim de se discutir os problemas causados pelos avanços tecnológicos e a atuação do homem como agente causador do crescimento do mundo e da destruição da natureza.
Quando falamos em tecnologia pensamos logo na era da informática, nas novas pesquisas científicas que levaram ao avanço da medicina, etc. Pelo contrário, as primeiras invenções, consideradas tecnológicas, se reportam há dois milhões de anos antes de Cristo, época do homo habilis e do homo erectus.
Em razão de suas necessidades, esses homens inventaram os primeiros objetos, feitos de pedra, para se defender dos animais e facilitar suas vidas. Dentre essas tivemos a invenção do machado e da lança, que serviam para caçar; a descoberta do fogo, servindo para aquecer e cozinhar os alimentos. Mais tarde tivemos a invenção da roda. A partir daí, as invenções não pararam mais, tornando a vida do homem mais produtiva e confortável.
Todos esses inventos são considerados ciência, desde a época da pedra lascada até a era do computador.
Porém, Galileu Galilei foi quem afirmou que, para que algo se torne ciência, precisa ser experimentado, pois é a forma como se comprova as verdadeiras possibilidades da descoberta, se aquilo funciona ou não.
Dentre os cientistas que fizeram grandes contribuições para a humanidade podemos citar: Charles Darwin, através da teoria da evolução das espécies; Louis Pasteur, descobridor das bactérias causadoras das doenças, possibilitando as curas das mesmas; e Albert Einstein com a teoria da relatividade (descoberta do átomo).
Com uma trajetória de quatro séculos, a ciência tem se desenvolvido cada vez mais, pois quanto mais se estuda, desenvolvendo projetos tecnológicos, mais avanços acontecem na área.
Os primeiros registros de tecnologia no Brasil são do período da colonização de nosso país, no ano de 1553, através da criação do primeiro engenho de açúcar.
Considerado um dos grandes inventos da humanidade, tivemos o brasileiro Alberto Santos Dumont, com a criação dos balões dirigíveis e, anos mais tarde, do 14-bis, um dirigível biplano. Porém, o mesmo foi acometido por forte depressão, ao ver que seu invento teve um lado nocivo, sendo aproveitado para sofisticar as guerras, matando milhares de pessoas.
Uma das últimas conquistas tecnológicas do país foi o aumento da capacidade da usina hidrelétrica de Itaipu, no Paraná, quando foi ligada sua última turbina para ampliar seus níveis de produção, a fim de abastecer várias cidades brasileiras.
Através dos avanços tecnológicos, a vida torna-se mais prática, mais dinâmica, porém temos os prejuízos para o planeta, que hoje volta-se para as questões de sustentabilidade, adaptando cada área às necessidades do homem, mas voltando-se para ações que preservem o meio ambiente, as boas relações humanas, visando um mundo melhor.

24 OUTUBRO - Dia da ONU

No dia 24 de outubro comemora-se o Dia da ONU (Organização das Nações Unidas). A escolha da data foi em razão da criação da instituição, oficializada no mesmo dia.
A criação da Organização foi logo após a II Guerra Mundial, a fim de melhorar os trabalhos desenvolvidos pela Liga das Nações.Com a reunião de cerca de cinquenta países, a Conferência das Nações Unidas busca o comprometimento dos mesmos para garantir o desenvolvimento, defender os direitos humanos e a liberdade, e manter a paz mundial.
Para que a ONU consiga desenvolver seus trabalhos pelo mundo todo, conta com a colaboração de mais cinco instituições agregadas a ela. Tem uma Secretaria Geral, que cuida da administração dos programas e das políticas dos órgãos, tendo como atual secretário-geral, o africano Kofi Annan, desde 1997; Conselho de Segurança, composto por 15 países, onde dez são escolhidos por eleições e cinco são fixos (França, Reino Unido, Federação Russa, Estados Unidos e China); o Conselho Econômico e Social, que coordena as economias da Organização e seus trabalhos sociais; uma Assembleia Geral, composta por todos os países membros, a fim de discutir os assuntos pertinentes e tomar as devidas decisões, em pelo menos um encontro por ano; a Corte Internacional de Justiça, que analisa e julga os conflitos entre as nações do mundo todo, através de quinze juízes escolhidos pela Assembleia Geral e pelo Conselho de Segurança.
O diplomata brasileiro Sérgio Vieira de Mello seria indicado para ocupar o cargo de secretário-geral da ONU, mas faleceu no Iraque (2003) durante um ataque de caminhão-bomba no quartel-general da ONU, na cidade de Bagdá.
Os trabalhos da ONU estão voltados para promover o bem social a crianças, idosos, refugiados de guerra, povos indígenas, fomentar a sustentabilidade, dentre outros, através das dezesseis agências especializadas que integram seu sistema.
A UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) é bem conhecida no Brasil, pois todos os anos programas televisivos e celebridades da área fazem campanhas para a arrecadação de fundos a fim de desenvolver trabalhos em favor de crianças carentes que vivem no país. Sua criação foi em dezembro de 1946, para cuidar das crianças sobreviventes da Guerra, tornando-se uma agência permanente da ONU. A sigla inicial significava United Nations International Children's Emergency Fund, o mesmo que Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para as Crianças.
Além da UNICEF, outros importantes órgãos são parte constituinte da ONU, como a OMS (Organização Mundial de Saúde), UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), dentre outros.
Das cento e noventa e duas nações do mundo, a Organização conta atualmente com a participação de cento e oitenta e nove delas, um grande avanço para quem iniciou suas atividades com apenas cinquenta integrantes.

29 OUTUBRO - Dia do Livro

No dia 29 de outubro é comemorado o dia nacional do livro.
Para a primeira biblioteca do Brasil, Portugal disponibilizou um acervo bibliográfico muito rico, vindos da Real Biblioteca Portuguesa, com mais de sessenta mil objetos. O acervo era composto por medalhas, moedas, livros, manuscritos, mapas, etc.
As primeiras acomodações da Biblioteca foram em salas do Hospital da Ordem Terceira do Carmo, na cidade do Rio de Janeiro.
A escolha da data foi em razão da transferência da mesma para outro local, no dia 29 de outubro de 1810, fundando-se assim a Biblioteca Nacional do Livro, pela coroa portuguesa.
Da data da fundação até por volta de 1914, para se fazer consultas aos materiais da biblioteca era necessária uma autorização prévia.
Os livros são um conjunto de folhas impressas, onde o escritor coloca suas ideias, a fim de deixá-las registradas ou para que outras pessoas possam tomar conhecimento das mesmas. Eles podem variar no gênero dos textos apresentados, sendo documentário, romance, suspense, ficção, autoajuda, bíblico, religioso, poema e poesia, disciplinas escolares, profissões e uma infinidade de áreas.
Para se publicar um livro, o autor deve procurar uma editora a fim de apresentar seu material, que deverá estar devidamente registrado em cartório, para garantir os direitos autorais.
A editora se encarrega de fazer a correção do texto, de acordo com as normas cultas da língua, além de sugerir algumas melhoras ao mesmo. Após a edição do texto, a editora cuida do título da obra, que deve servir como atrativo ao público, passando então para o preparo da capa, através da ilustração, impressão da quantidade de volumes e montagem dos exemplares.
A editora também é responsável pela divulgação do material, pois é de seu interesse vender o produto.
Após a criação da prensa tipográfica, por Johannes Gutenberg (1398-1468), deu-se a publicação do primeiro livro em série, que ficou conhecido como a Bíblia de Gutenberg. A obra foi apresentada em 642 páginas e a primeira tiragem foi de duzentos exemplares. Essa invenção marcou a passagem da era medieval para a era moderna.
O primeiro livro publicado no Brasil foi Marília de Dirceu, escrito por Tomás Antônio Gonzaga. Na época, o imperador do país fazia uma leitura prévia dos mesmos, a fim de liberar ou não o seu conteúdo, funcionando como censura.
Em 1925, Monteiro Lobato, escritor e editor, autor do Jeca Tatu e do Sítio do Picapau Amarelo, fundou a Companhia Editora Nacional, trazendo grandes possibilidades de crescimento editorial para o Brasil.

07 SETEMBRO - Independência do Brasil

A proclamação da independência do Brasil ocorreu em 7 de setembro de 1822, porém não ocorreu da noite para o dia. Foi fruto de um longo processo.
Sentindo-se ameaçados em sua autonomia, indivíduos favoráveis à independência e contrários às medidas recolonizadoras de Portugal, formaram o Partido Brasileiro, que representava os interesses de aristocratas rurais, burocratas e comerciantes que possuíam vínculos econômicos com o Brasil.
O Partido Brasileiro buscou apoio de D. Pedro em sua luta contra a recolonização organizando um documento com milhares de assinaturas pedindo que o regente permanecesse no país, evitando o enfraquecimento de sua autonomia, caso voltasse a Portugal. Pedido concedido, o dia 9 de janeiro de 1822 ficou conhecido como o Dia do Fico.
Em maio de 1822 foi estabelecido o Cumpra-se, decreto pelo qual as ordens de Portugal só seriam executadas dentro do território brasileiro com a autorização do príncipe regente. Em junho de 1822, D. Pedro convocou uma assembleia constituinte para elaborar a lei básica que deveria regulamentar a vida dos brasileiros, tornando cada vez mais inevitável um confronto com Portugal.
Foi então que o mensageiro Paulo Bregaro, mandado por José Bonifácio para colocar D. Pedro a par das noticias recém-chegadas da corte, foi encontrá-lo na tarde de 7 de setembro às margens do rio Ipiranga, em São Paulo. Ao ler tais notícias, D. Pedro decidiu proclamar o Brasil independente de Portugal.
Nos meses seguintes, os brasileiros venceram facilmente o ataque das tropas portuguesas. D. Pedro tornou-se o primeiro imperador do Brasil, com o título de D. Pedro I. O Brasil passou a ser uma monarquia, uma forma de governo em que os poderes são exercidos pelo imperador ou rei.
Desde então comemoramos, no dia 7 de setembro, esse marco para a história de nosso país.
 
Suporte : Criação Website | Católicos Vip Produtora
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados - Colégio Cema-MT Principal Site